Brasil Price
Rua Sadoc Corrêa, 487, Centro, Araguaína-TO

(63) 3411-1796
relacionamento@brasilprice.com.br

2020 começou com aumento nos benefícios pagos pelo INSS

Também houve reajuste nas alíquotas de contribuição do segurado

O reajuste segue o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e passou a valer no primeiro dia de 2020

A Portaria Nº 914 da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia determinou o reajuste de 4,48% para todos os segurados da Previdência que recebem benefícios acima de um salário mínimo.

O reajuste segue o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e passou a valer no primeiro dia de 2020. O teto de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passou de R$ 5.839,45 para R$ 6.101,06.

A faixa de contribuição previdenciária para trabalhadores empregados, domésticos e trabalhadores avulsos também foi atualizada: 8% para aqueles que ganham até R$ 1.830,29; 9% para quem ganha entre R$ 1.830,30 e R$ 3.050,52; e 11% para os que ganham entre R$ 3.050,53 e R$ 6.101,06.

A partir de março entra em vigor novas alíquotas de contribuição do segurado: 7,5% para salário de contribuição até R$ 1.039,00; 9% entre R$ 1.039,01 e R$ 2.089,60; 12% entre R$ 2.089,61 e R$ 3.134,40; e 14% para entre R$ 3.134,41 e R$ 6.101,06.

O valor mínimo dos benefícios do INSS, o chamado piso previdenciário, terá o mesmo valor do salário mínimo nacional, R$ 1.039,00. Os que têm direito à pensão especial devido às vítimas da síndrome da talidomida, começaram a receber R$ 1.175,58. Já o auxílio reclusão terá como limite o valor de R$ 1.425,56.

Fonte: Previdencia.gov (http://bit.ly/2OoKKg5)

Imagem: https://tabelainss2019.org/

Por em às 09:48:31