Aumento do teto do Simples Nacional contribuirá para aumento do emprego e renda

O presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, afirma que não haverá prejuízo na arrecadação e no Fundo de Participação dos Municípios (FPM), possibilidades defendidas pela Receita Federal e pelo Confaz, contrários ao projeto.

O Crescer Sem Medo, projeto que prevê o aumento do teto do Simples Nacional, deve beneficiar os municípios, já que contribuirá para o aumento da geração de emprego e renda. O presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, afirma que não haverá prejuízo na arrecadação e no Fundo de Participação dos Municípios (FPM), possibilidades defendidas pela Receita Federal e pelo Confaz, contrários ao projeto.

Para Afif, a arrecadação do Simples é um dinheiro que entra com baixo custo e de forma rápida no caixa dos municípios. Crescendo na contramão do atual cenário econômico nacional, as micro e pequenas empresas registraram, no ano passado, aumento de 2,92% na arrecadação, enquanto a arrecadação total da Receita teve queda de 4,66%.

Os dados relacionados à geração de emprego no período de 2011 a 2015 também são positivos e mostram que, enquanto as médias e grandes empresas fecharam 1,3 milhão de vagas, as micro e pequenas empresas abriram 4,7 milhões de vagas.

O Sebrae acredita que o projeto fará com que as empresas deixem de ter medo de crescer, como ocorre hoje. A meta é implantar uma política de livre mercado para os pequenos negócios, começando com os países do Mercosul.

 

Fonte: Agência Sebrae

Imagem: http://imguol.com/

Próximo postRead more articles