Boa notícia para as empresas do Simples: projeto quer reduzir em 10% as alíquotas cobradas

Boa notícia para as empresas do Simples: projeto quer reduzir em 10% as alíquotas cobradas

Setor foi um dos mais afetados pela crise econômica de 2020

Para reduzir o impacto econômico provocado pela período pandêmico, o deputado Giovani Cherini (PL-RS) propôs o Projeto de Lei Complementar 231/20, que reduz em 10% (até o final de 2020) as alíquotas cobradas de empresas optantes do Simples Nacional. 

O PLP já tramita na Câmara dos Deputados e, segundo o autor, beneficia um dos setores mais atingidos pela crise, com ênfase nos pequenos empreendedores, nas firmas em geral e principalmente no comércio varejista.

Para que ocorra uma retomada do crescimento, é preciso diminuir a carga tributária e melhorar as condições de oferta e demanda. Com o volume de negócios crescendo, a arrecadação naturalmente aumentará.

O texto do PLP 231 explica que o impacto econômico provocado pelas medidas anti Covid-19, como o isolamento social e o fechamento de estabelecimentos comerciais, trouxe consigo uma crise à sociedade brasileira.

Foi citado que o valor das Notas Fiscais Eletrônicas (NFe’s) emitidas no Rio Grande do Sul caiu 7,3% entre 16 de março a 24 de julho de 2020, quando comparado ao mesmo período de 2019. Ao todo o volume de negócios caiu R$ 18,2 bilhões.

O ramo varejista foi mais afetado, encolhendo 12%; a indústria teve uma queda de 10%; já o comércio atacadista foi o menos atingido, crescendo 2%.

A crise foi ainda pior para segmentos não essenciais, como o de couro e calçados, com queda de 53%; veículos automotores, com redução de 45%; metalurgia, que amargou um encolhimento de 29%; têxteis e confecções, que venderam 22% menos; e o setor de móveis, com redução dos negócios na casa dos 17%.

Fonte: Portal Contábeis (https://bit.ly/3kLwUC7)

Imagem: FloripAmanhã

Próximo postRead more articles