Crise fez o número de Microempreendedores Individuais aumentar

Crise fez o número de Microempreendedores Individuais aumentar

O brasileiro buscou alternativas para continuar sustentando o lar

A perda do emprego com carteira assinada e a habilidade que o brasileiro tem de se reinventar em momentos de dificuldade fez nascer em muitos o espírito empreendedor. De acordo com o Sebrae, de março a agosto de 2020, foram registrados 684 mil Microempreendedores Individuais (MEI’s), um acréscimo de 43 mil novos empreendimentos em comparação com o mesmo período do ano passado.

Em meio à crise econômica, o brasileiro sempre busca alternativas para colocar comida na mesa e esse é um dos motivos para o número de registros no Simples Nacional (entre 31 de março e 15 de agosto) ser 0,8% superior ao mesmo período de 2019. No total foram registrados 784,3 mil novos empreendimentos.  

O Sebrae destacou que a maioria das novas empresas abertas nos últimos cinco meses são pertencentes ao grupo de Microempreendedores Individuais.

Também foram registradas, no mesmo período, por volta de 100 mil novas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte.

Fonte: Diário do Comércio (https://bit.ly/2ZgEQ6j)

Imagem: ERP Bom Controle

Próximo postRead more articles