Intenção de Consumo das Famílias aumentou pela 3° vez consecutiva

Intenção de Consumo das Famílias aumentou pela 3° vez consecutiva

Indicador mostra que a economia brasileira está em recuperação

Medido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o Índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) cresceu 0,8% em novembro, atingindo um total de 69,8 pontos. Esse já é o terceiro aumento consecutivo e o maior nível desde maio de 2020.

Mesmo que a alta seja positiva e um indicador de que a economia está superando a pandemia, esse foi o pior desempenho para um mês de novembro desde que o índice começou a ser medido, em janeiro de 2010. 

No comparativo anual, o recuo já alcançou 26,7% e é o oitavo encolhimento quando comparado aos outros anos. O ICF está abaixo dos 100 pontos (nível de satisfação) desde abril de 2015.

O presidente da CNC, José Roberto Tadros, explicou que o aumento do índice agora indica que a economia brasileira está em fase de recuperação. Essa melhora tem como base a segurança que os consumidores têm na renda a longo prazo, isso porque houve uma melhora em relação ao mercado de trabalho e nas parcelas do auxílio emergencial, mesmo que o valor tenha diminuído.

As famílias estão confiantes quanto ao seu poder de compra futuro, boa parte incentivados pelos dados positivos da economia. Um dos subíndices do CNC mede a  satisfação dos brasileiros com relação ao emprego: este indicador está no terceiro aumento consecutivo, ficando em 86,8 pontos.

Fonte: Diário do Comércio (https://bit.ly/33xaHBK)

Imagem: Mais Sul

Próximo postRead more articles