Pequenos negócios precisam de mais crédito, afirma o SEBRAE

Pequenos negócios precisam de mais crédito, afirma o SEBRAE

Apenas 20% de todo o incentivo financeiro no primeiro semestre foi destinado às pequenas empresas

Apesar das medidas adotadas pelo Governo Federal para ampliar o acesso das empresas ao crédito, um levantamento do Sebrae mostrou que aconteceu o contrário do esperado para os pequenos negócios: o número de empréstimos acabou sendo reduzido.

O levantamento utilizou dados do Banco Central e constatou que houve empréstimos de valores elevados para uma base bem seleta de clientes. Durante o período mais crítico da pandemia (2° trimestre de 2020), a queda no número de empréstimos foi de 12% (comparado ao 1° trimestre), já o volume de crédito aumentou em 15%. Ou seja, emprestou-se mais dinheiro para menos pessoas.

Entre janeiro de junho de 2020, cerca de 5 milhões de microempresas e empresas de pequeno porte tomaram empréstimos, quantidade que se manteve praticamente a mesma.

Os dados revelaram que o percentual de pequenos negócios que buscaram empréstimos tinha passado de 30% para 54%, mas somente 20% de todo o crédito concedido para empresas no país vão para os pequenos negócios. 

Muitas dessas médias e pequenas empresas têm o crédito recusado, pois as instituições financeiras mantêm inalterados os critérios de avaliação de risco e seleção de clientes.

Isso acontece porque esses empresários não tinha um histórico de empréstimo e nem crédito pré-aprovado antes da crise, então as operadores de crédito veem com desconfiança esse ingresso por parte das novatas.

99% de todos os negócios brasileiros são compostos de micro e pequenas empresas. Juntas elas correspondem a 30% do PIB, importância que não se reflete na hora de conceder crédito, pois do total de R$ 796,1 bilhões concedidos para empresas durante o 1º semestre do ano de 2020, apenas 20% (R$ 160 bilhões), foram liberados para os pequenos negócios.

E esse crédito vem na maioria das vezes por parte de bancos regionais, cooperativas de crédito, fintechs, agências de fomento e outras agências financeiras menores. Os grandes bancos comerciais são os que menos aprovam crédito para os pequenos.

Fonte: Portal Contábeis (https://bit.ly/33uC5zn)

Imagem: Suno Research

Próximo postRead more articles