Pix: vantagem para pequenos e médios empreendimentos

Pix: vantagem para pequenos e médios empreendimentos

Expectativa é de que a nova ferramenta seja priorizada como meio de pagamento

O Pix já começou a funcionar e as empresas estão aproveitando as facilidades do novo sistema de pagamentos. Com a transferência instantânea, os pequenos e médios negócios agora não precisam esperar 30 dias para receber o dinheiro, diferente do que acontece com pagamentos feitos via cartão de crédito/débito. 

A expectativa é de que os empresários priorizem o Pix ao invés das formas de pagamento tradicionais, reduzindo os custos do segmento. Os bancos estão autorizados a cobrar pela transação de empresas que ultrapasse as 30 mensais, mas ainda assim espera-se que as taxas sejam menores. O Itaú e o Banco do Brasil já prometeram que os três primeiros meses de transação via Pix serão isento de taxas.

Compras no cartão de débito ou crédito, além de demorar de 2 a 30 dias para que o dinheiro “caia” na conta, ainda têm a cobrança de taxas que começam a partir de 1,5% sobre o valor da mercadoria. O custo das tarifas bancárias e das taxas do cartão, em média, correspondem a 20% do total de despesas da empresa

Uma pesquisa feita pela fintech Intuit QuickBooks apontou que 40% dos donos de micro, pequenos e médios negócios no Brasil estão entusiasmados com as possibilidades do novo sistema. 

A possibilidade de pagar taxas menores, de receber o dinheiro instantaneamente e poder transferi-lo a qualquer hora do dia e da noite foram apontados como principais atrativos. Há a expectativa de que a concorrência do Pix faça com que as operadores de cartão baixem suas taxas, de modo a deixar o setor mais competitivo. 

Fonte: Portal Contábeis (https://bit.ly/2KkzTVz)

Imagem: FDR

Próximo postRead more articles