PIX atingiu 21 milhões de chaves cadastradas nos primeiros quatro dias

PIX atingiu 21 milhões de chaves cadastradas nos primeiros quatro dias

Sistema de pagamento facilitado funcionará 24 horas por dia, 7 dias por semana

O dia 8 de outubro ficará marcado para o Banco Central como o início das inscrições do PIX, um sistema novo que permite pagamentos e transferências de valores entre instituições financeiras de forma instantânea, 24 horas por dia, 7 dias por semana, incluindo feriados. Quatro dias depois, 21 milhões de “chaves Pix” já foram criadas. 

O PIX

O BC espera que o PIX seja o substituto dos DOCs e TEDs, serviços de transferência taxados cujas operações levam alguns dias para serem completadas. Já o PIX leva apenas alguns segundos. 

O Banco Central afirma que 677 instituições financeiras já foram aprovadas para oferecer aos seus clientes operações que utilizem o PIX. Embora tenham lançado pré-cadastros, elas ainda terão que confirmar com os clientes o efetivo registro das chaves PIX.

O chefe-adjunto do Departamento de Competição e de Estrutura do Mercado Financeiro do Banco Central, Carlos Eduardo Brandt, destacou que não foram registrados problemas de cadastramento. 

Como realizar o cadastro da Chave PIX

O cliente precisa solicitar ao banco ou instituição financeira onde possui conta corrente, conta poupança ou carteira digital o cadastro da chave. Essa é a forma como ele será identificado junto a conta.

Existem quatro tipos de chaves Pix: o Número de CPF, Número do CNPJ, Endereço de e-mail e o Número do telefone celular.

Mas atenção na hora de cadastrar a chave! Não é possível vincular a mesma chave em instituições financeiras diferentes, se você cadastrar seu número de telefone na instituição A, não poderá cadastrar na instituição B.

Usar o Pix para transferências ou pagamentos necessita de acesso ao sistema via aplicativo, site ou caixa eletrônico do banco, da mesma forma como é feito atualmente com o DOC e o TED, por exemplo.

A facilidade na hora de realizar as operações via Pix é que não será necessário encher formulários com informações que vão desde nome completo, dados bancários e CPF, basta apenas inserir no sistema a chave da pessoa ou empresa que vai receber o pagamento.

Assim que a chave é digitada, os dados da conta do destinatário já aparecem automaticamente, aí é só conferir a identificação, digitar os valores e confirmar a operação.

E é seguro?

As instituições financeiras, quando suspeitarem de fraude, poderão reter transferências e pagamentos feitos por meio do PIX por até uma hora. O BC ainda está avaliando como fará o estorno em caso de fraudes.

Importante ressaltar que todo o processo para registro das chaves Pix só deve ser feito pelos sites das instituições financeiras ou pelos seus respectivos aplicativos. Não há nenhum registro feito por email. Qualquer email recebido solicitando registrando de chave Pix deve ser excluído, pois pode se ser um golpe.

Fonte: Contábeis (https://bit.ly/3iVF6yk)

Imagem: FDR

Próximo postRead more articles